Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Prefeitura intensifica ações de combate à dengue

Publicado em 08/12/2020 às 08:25 - Atualizado em 08/12/2020 às 08:25


Créditos: Silvana Barbosa de Souza - Assessoria de Comunicação Baixar Imagem

Prefeitura intensifica ações de combate à dengue

 

A Secretaria de Saúde do município de Otacílio Costa, através da Coordenadora do Programa da Dengue e da Vigilância Epidemiológica, Raquel Lopes, ressalta que o ano de 2020 foi marcado pelo registro do maior número de casos já confirmados de dengue em Santa Catarina. Por isso, para alertar a população e para incentivar a eliminação dos criadouros do Aedes aegypti, o município se prepara para uma semana de mobilização contra o mosquito, entre os dias 30 de novembro e 5 de dezembro. “Otacílio Costa faz suas atividade semanalmente, visitando as armadilha são 72 no total  e 23 PE(Ponto Estratégico) no município as maiores dificuldade enfrentada e as borracharias e ferro velho que ainda não conseguiram se adaptar com  áreas cobertas para evitar o acumulo de agua. No nosso município ainda não tivemos nem um foco do mosquito mais devemos continuar cuidando. Hoje o programa conta com 3 Agentes de Endemias Agnes Lopes, Viviane Coelho e Mateus de Souza”, relata Raquel.

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), o estado tem 103 municípios infestados pelo mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya. É o maior número registrado até agora em SC. E nos deixa o alerta: se temos o mosquito, poderemos ter o registro das doenças. Por isso, é tão importante eliminar locais que possam acumular água e reforçar junto à população a importância das medidas de controle do mosquito. Essa é a melhor maneira de evitarmos novos casos. Além da situação de epidemia de dengue em 11 municípios (a Organização Mundial da Saúde define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior de 300 casos de dengue por 100 mil habitantes), SC tem confirmados até o momento mais de 11 mil casos de dengue. A maioria dos casos são autóctones, ou seja, com transmissão dentro do território estadual. Eles estão concentrados em 52 municípios, sendo que 11 apresentaram transmissão em nível epidêmico. Essa condição é reflexo da presença e disseminação do Aedes aegypti.

“É preciso que a população tire cinco ou dez minutos do seu tempo para vistoriar o quintal, trocando a água dos animais, pois o mosquito coloca os ovos bem na parede do depósito de água. É preciso lavar com sabão e ter muito cuidado com os depósitos que reservam a água, por conta da falta de água no verão, eles são possíveis criadouros do mosquito”, reforçou Raquel.

 

Prevenção

 

• Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

• Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

• Mantenha lixeiras tampadas;

• Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

• Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.

• Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

• Mantenha ralos fechados e desentupidos;

• Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;

• Retire a água acumulada em lajes;

• Limpe as calhas, evitando que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;

• Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;

• Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.